segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Avec élégance - Martha Medeiros



Avec élégance - Martha Medeiros



Imagem retirada do Google





Hoje a maioria das pessoas que têm acesso à informação sabe que é peruíce usar uma blusa de paetês às duas da tarde e que é deselegante comparecer a um casamento sem gravata. Constanza Pascolato, Glória Kalil, Celia Ribeiro, Fernando Barros e Cláudia Matarazzo são alguns dos jornalistas especializados em ajudar os outros a não cometerem gafes na hora de se vestir ou de se portar à mesa. Mas existe uma coisa difícil de ser ensinada e que, talvez por isso, esteja cada vez mais rara: a elegância do comportamento.

É um dom que vai muito além do uso correto dos talheres e que abrange bem mais do que dizer um simples obrigado diante de uma gentileza. É a elegância que nos acompanha da primeira hora da manhã até a hora de dormir e que se manifesta nas situações mais prosaicas, quando não há festa alguma nem fotógrafos por perto. É uma elegância desobrigada.

É possível detectá-la nas pessoas que elogiam mais do que criticam. Nas pessoas que escutam mais do que falam. E quando falam, passam longe da fofoca, das pequenas maldades amplificadas no boca a boca.

É possível detectá-la nas pessoas que não usam um tom superior de voz ao se dirigir à empregadas domésticas, garçons ou frentistas. Nas pessoas que evitam assuntos constrangedores porque não sentem prazer em humilhar os outros. É possível detectá-la em pessoas pontuais.

Elegante é quem demonstra interesse por assuntos que desconhece, é quem dá um presente sem data de aniversário por perto, é quem cumpre o que promete e, ao receber uma ligação telefônica, não recomenda à secretária que pergunte antes quem está falando e só depois manda dizer se está ou não está.

Oferecer flores é sempre elegante. É elegante não ficar espaçoso demais. É elegante não mudar seu estilo apenas para se adaptar ao de outro. É muito elegante não falar de dinheiro em bate-papos informais. É elegante retribuir carinho e solidariedade.

Sobrenome, jóias e nariz empinado não substituem a elegância do gesto. Não há livro que ensine alguém a ter uma visão generosa do mundo, a estar nele de uma forma não arrogante. Pode-se tentar capturar esta delicadeza natural através da observação, mas tentar imitá-la é improdutivo.

A saída é desenvolver em si mesmo a arte de conviver, que independe de status social: é só pedir licencinha para o nosso lado brucutu, aquele que acha que "com amigo não tem que ter essas frescuras". Se os amigos não merecem uma certa cordialidade, os inimigos é que não irão um dia desfrutá-la.

Educação enferruja por falta de uso. E detalhe: não é frescura.

13 comentários:

  1. Você tem razão. Eu vejo, assim: Ser elegante, acima de tudo é ser educado.
    Um beijo.

    ResponderExcluir
  2. lindo texto...mas eu ja nasci deselegante!

    ResponderExcluir
  3. Martha é mesmo ótima em suas crônicas, fala exatamente aquilo que é e pronto, sem frescuras!
    Adorei a pots.
    Beijos grande Ana querida

    ResponderExcluir
  4. Olá Ana Karla
    Este texto é um espetáculo. Elegância nos atos, no modo de se comportar não se aprende em escolas,
    e muito menos é sinônimo de poder aquisitivo alto.
    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Oi flor!
    Que postagem mais especial!
    Educação acima de tudo e com todos é essencial.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Ana Karla, ser elegante é saber postar bons textos como esse!
    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Bom dia ! texto perfeito e dificil de encaixar nas muitas cabeças que vimos por ai...
    beijo grande!

    ResponderExcluir
  8. Oi Karla, vim aqui ontem e já tinha digitado um comentário, aí chegou gente e não sei se enviei rss
    Ótimo texto, elegância pra mim é questão de cultura e cultura se adquire através de conhecimento, então... uns são mais cultos e outros mais "curtos" rssss
    Beijos no coração!

    ResponderExcluir
  9. Poxa Aninha...q belo texto!!!
    elegância e educação andam de mãos dadas não é??? na verdade acho q isso tudo são facetas do bom caráter!!!
    beijokitas pra ti

    ResponderExcluir
  10. Oii!
    Tudo bem?
    Tem sorteio lá no blog, dá uma passadinha lá depois.
    Beijos

    criacoesdathati.blogspot.com

    ResponderExcluir
  11. Oi Karla
    Educação é primordial sempre e em qualquer situação. Nãohá roupa nem fama que supere uma pessoa bem educada e respeitosa.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir