terça-feira, 15 de abril de 2014

Aniversário daqui !


Eu nasci no dia 19 de Março de 2009, mas a minha criadora parece que esqueceu de me homenagear e relembrar tantas coisas lindas e boas que aqui se passaram.

5 ANOS

Viva!


Os selinhos.
Ah os primeiros selinhos, como eram super bem vindos e eu contava e me encantava com cada um.

E minhas artes e artesanatos?
Fazia cada uma com o maior capricho que podia e batia diversas fotos e vinha correndo pra mostrar aqui.

Poemas e poeminhas?
Tenho também, embora estacionada um pouco, mas com o cérebro fervilhando.

Sorteios?
Ganhei alguns e promovi também.

As blogagens coletivas?

Das Cores?
Foi sensacional.
Viajava no tempo e nas ideias.


Algumas das muitas blogagens coletivas que participei:

O que é espiritualidade,

Amor em pedaços,
Um dia para Glória,
Porque sou ativista da amamentação,
Meu lugar inesquecível,
Carta a uma mulher,
Os 10 principais pontos turísticos de sua cidade,
Meu salmo preferido,
Bookcrossing,
Famílias e impactos tecnológicos,
Momentos de Inspiração,
e tantas outras coletivas.

Mais de 60 participações em blogagens coletivas.


Defensora intensa contra o Bullying. 
Alguém lembra da coletiva?

E os encontros de blogueiros?
Bom demais da conta.

Muitas alegrias e algumas tristezas.
Algumas perdas.
Polêmicas.


Sinto muita saudade dos dois primeiros anos do blog, mas com o passar dos anos, o leque de amizade cresceu e me sinto muito feliz por isso.

Agradeço demais por esse espaço e por todos que sempre estiveram presentes nesses 5 anos.


Que Deus abençoe todos!



Uma única palavra:

GRATIDÃO.

Imagem retirada do Google

Aceito selinhos de aniversário, viu?
(risos)


XEROSSSSS





segunda-feira, 24 de março de 2014

8ª edição do BookCrossing Blogueiro



Vem aí a 8ª edição do BookCrossing Blogueiro de 16 a 23 de Abril.
Proposta do blog Luz de Luma.

Liberte o livro que está preso em sua estante.
Deixe que outras pessoas possam ter a mesma aventura, sonho, imaginação, prazer na leitura que passou por você.
Compartilhar, doar, liberar é um ato de amor com os livros.

Ah, vamos desapegar e proporcionar a outras pessoas essa emoção, que é ler.

O que você tem que fazer para participar?

Simples, clica aqui no blog Luz de Luma e veja como é fácil e prazeroso.


Imagem do blog Luz de Luma da Suzana Martins

Comecei a participar do BookCrossing na 3ª edição.
Veja aqui:

2010
2011
2012
2013
2013/2


segunda-feira, 17 de março de 2014

Aceite a verdade




Só aceitamos uma verdade quando primeiro a negamos do fundo da alma, 
que não devemos fugir de nosso próprio destino, 
e que a mão de Deus é infinitamente generosa,
apesar de Seu rigor.
(Paulo Coelho)

Não importa o ceticismo, porque a verdade está a frente, e essa, mostra o quão importante é ser. E ser é elevar-se a força do bem e se redimir quanto aos pensamento profundos de momentos não quistos. 

Na frase de Paulo Coelho, queira você, ou não, é a verdade. 
Na maioria, é preciso chegar ao extremo, no fundo da alma para perceber e reconhecer como Deus é presente.
Mas o medo do rigor faz-se a distância.
Distância essa que não mede a intensidade dos valores humanos.
Dos valores do ser.


No livro de Paulo Coelho, O Alquimista, ele conta que ficou alguns anos de sua vida bastante cético em relação a área mística e que nesse exílio espiritual, aprendeu coisas importantes, como a frase no início do post.

Eu sempre busquei respostas, não sei as quais perguntas, em diversas religiões, mas jamais pus em dúvida a existência Divina.
Na verdade quis me identificar em uma religião, e aprendi que a maior de todas é DEUS.

Como complemento desse, deixo o link de uma postagem simples que fiz em 2012  aqui.



quinta-feira, 13 de março de 2014

Focinho de porco não é tomada



Que confusão!
Nessa casa aqui é um tal de cheguei primeiro na tomada que já encheu o saco.
Diante dessa quantidade de equipamentos a serem ligados na tomada, as tomadas aqui de casa estão uma concorrência só.
Meus meninos, como qualquer outro menino de sua idade (embora eu abomine), tem equipamentos de celular e jogam, mandam whatsapp pros amigos, e assistem vídeos e isso e aquilo, e aquilo outro. Assim a bateria vai descarregando e tem que recarregar.
Onde?

Na tomada, claro.
Resultado, com essa confusão de que "cheguei primeiro na tomada", resolvi que cada um agora tem sua tomada e eu também tenho a minha. Assim todos ficam felizes e acabam com essa disputa por tomadas.
Porém, mesmo com tantas tomadas, se tivessem mais, ainda seriam poucas. rs
Poderia ter um porco para me ajudar, mas sempre ouvi que focinho de porco não é tomada.


* Absolutamente nada contra o porco, pelo contrário, totalmente a favor. 
Meu respeito aos animais.

* Outra coisa, não é recomendável usar o celular quando ele está carregando. 
Fique atento!

Imagem dessa postagem retirada do Google

sexta-feira, 7 de março de 2014

"Eis-me aqui"



ATENÇÃO AOS QUE DURANTE A PÁSCOA JEJUAM, OU SÓ COMEM PEIXE (PORQUE GOSTAM), FICAM DE SEMBLANTE TRISTE, VÃO DIARIAMENTE À IGREJA, MAS NADA FAZEM EM RELAÇÃO AOS QUE LHE CERCAM. 
PARA NADA SERVE SEU JEJUM.
(Carlos Alberto Melo)



"Porque no dia do vosso jejum tratais de negócios e oprimis os vossos empregados. 
É porque, ao mesmo tempo que jejuais, fazeis litígios e brigas e agressões impiedosas.
Não façais jejum com esse espírito, se quereis que vosso pedido seja ouvido no céu. 
Acaso é esse jejum que aprecio, o dia em que uma pessoa se mortifica? 
Trata-se talvez de curvar a cabeça como junco, e de deitar-se em saco e sobre cinza? 
Acaso chamas a isso jejum, dia grato ao Senhor?
Acaso o jejum que prefiro não é outro: quebrar as cadeias injustas, desligar as amarras do jugo, tornar livres os que estão detidos, enfim, romper todo tipo de sujeição? 
Não é repartir o pão com o faminto, acolher em casa os pobres e peregrinos? 
Quando encontrares um nu, cobre-o, e não desprezes a tua carne.
Então, brilhará tua luz como a aurora e tua saúde há de recuperar-se mais depressa; 
à frente caminhará tua justiça e a glória do Senhor te seguirá. Então invocarás o Senhor e ele te atenderá, pedirás socorro, e ele dirá: 
“Eis-me aqui”."
(Is 58, 3-9)


Fica a reflexão.

Bom dia!

terça-feira, 4 de março de 2014

Quarta feira grata

A partir das prévias
Do sobe e desce
de fantasia
de orquestra
de frevo
de troças
de blocos
de maracatu
de samba
de todos os ritmos
até de *Lepo Lepo. 
Dos bonecos gigantes.
De encontros
de desencontros.
De cerveja
de caipirosca
de água.

E de tantas e tantas mais...


A quarta feira é grata.

Grata por mais um carnaval de harmonia e paz.
Até 2015!


(Fonte da imagem aqui)



Conheci essa música Lepo Lepo nas ladeiras olindenses ministrada pelas orquestras, acreditem.
Ao chegar em casa perguntei para meu filho adolescente e ele me mostrou na hora a música no seu celular.

Para quem não sabe, essa música Lepo Lepo é de uma banda chamada Psirico.


Psirico é uma banda de pagode com um estilo samba-pop-percussivo, aliado ao axé de Salvador, na Bahia. O grupo foi formado em 2000, mas só obteve projeção no carnaval de 2004, com a música "Sambadinha". Neste ano grupo foi eleito o melhor grupo de pagode no Troféu Dodô e Osmar. Desde então tornaram-se uma das principais atrações do carnaval de Salvador e micaretas pelo Brasil. Em 2014 o grupo consagrou-se com a canção "Lepo lepo", tendo uma repercussão muito grande pelo Brasil, com sua letra e coreografia irreverente.(Fonte: Wikipédia)

Abaixo deixo a versão  do Lepo Lepo em piano que ouvi a 

pouco no Facebook do meu amigo Andre Martin:




terça-feira, 11 de fevereiro de 2014

Escolha da escola




Falando em escolher a escola para o filho, a primeira orientação é saber o que eu(mãe) quero e o que o meu filho necessita.
Em seguida é como eu quero criar meu filho.

A partir daí é que saberemos qual escola escolher, sabendo que não vamos achar a escola ideal. 
Não existe.
Os profissionais podem ser bons, mas a didática não corresponder.
O material pode ser bom, mas o professor não sabe usar.
O espaço é agradável, mas há superlotação.
Enfim, temos uma série de pré-requisitos a serem vistos antes de escolher a "escola para meu filho".

Essa escolha é muito complexa, mas se partir do que "eu" quero, o que "eu" posso e o que "eu" aceito, então vai ficar um pouco mais fácil.
Mas leve em consideração que a questão é a escolha para o filho e não para si.


Indico o link abaixo, onde há critérios para escolher a escola do seu filho por profissionais qualificados e experientes de 2009, mas atual. 

Educar para Crescer

segunda-feira, 10 de fevereiro de 2014

O Frevo freve

Quem nunca ouviu falar no frevo?

O frevo é um ritmo, uma dança de Pernambuco que é quente e ferve.
Toca muito principalmente no Carnaval, mas durante todo o ano, em festas, bailes tem sempre o frevo animando e contagiando.





Quando se entra no passo, não pára mais.


"Quando o frevo começa parece que o mundo já vai se acabar.
Hei!

Quem cai no passo não quer mais parar"

Meninuuu, é bom demais!!!

"Bom demais, bom demais, bom demais, bom demais,

menina vamos nessa que o frevo é bom demais"

E ontem foi o dia do Frevo e imaginem que as ladeiras de Olinda ferveram.

"Quem é de fato um bom pernambucano espera um ano e se mete na brincadeira"

O fato é que Frevo é lindo de ouvir e ver.

Minha homenagem ao dia do Frevo que já contagiou mais uma vez esse Carnaval que está chegando.

Viva o Frevo!

E o maestro Spok explica aqui as modalidades do Frevo.
Assistam e vejam que beleza.


sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Educação




Aqui no meu país, a educação levará muitos séculos pra chegar em um patamar digno de aplausos.
O que mais me espanta, é ver as pessoas reclamarem da educação por várias razões, no entanto vejo lixos serem atirados pelas janelas dos carros, vou atravessar uma rua na faixa de pedestre e ninguém pára, vagas para deficientes e idosos ocupadas por outros sãos(acho que por deficiente mental), entre outros.
Hoje, mais uma vez, fui atravessar na faixa de pedestre, como sempre, e claro que nenhum carro parou. Quando eu consegui passar correndo, é que vinha um carro lá longe que me viu nessa aventura e parou. 

Fiquei até emocionada!

E falando em educação acadêmica... deixa pra lá.

Bem, falando em final de semana, deixo uma imagem para relaxarmos.


(imagem retirada do Google)


B O M  F I N A L  D E  S E M A N A !

quarta-feira, 5 de fevereiro de 2014

Muito cedo para decidir





Muito cedo para decidir
Rubem Alves

Gandhi se casou menino. Foi casado menino. O contrato, foram os grandes que assinaram. Os dois nem sabiam direito o que estava acontecendo, ainda não haviam completado 10 anos de idade, estavam interessados em brincar. Ninguém era culpado: todo mundo estava sendo levado de roldão pelas engrenagens dessa máquina chamada sociedade, que tudo ignora sobre a felicidade e vai moendo as pessoas nos seus dentes. Os dois passaram o resto da vida se arrastando, pesos enormes, cada um fazendo a infelicidade do outro.

Vocês dirão que felizmente esse costume nunca existiu entre nós: obrigar crianças que nada sabem a entrar por caminhos nos quais terão de andar pelo resto da vida é coisa muito cruel e... burra! Além disso já existe entre nós remédio para casamento que não dá certo.

Antigamente, quando se queria dizer que uma decisão não era grave e podia ser desfeita, dizia-se: "isso não é casamento!". Naquele tempo, sim, casamento era decisão irremediável, para sempre, até que a morte os separasse, eterna comunhão de bens e comunhão de males. Mas agora os casamentos fazem-se e desfazem-se até mesmo contra a vontade do Papa, e os dois ficam livres para começar tudo de novo...

Pois dentro de poucos dias vai acontecer com nossos adolescentes coisa igual ou pior do que aconteceu com o Gandhi e a mulher dele, e ninguém se horroriza, ninguém grita, os pais até ajudam, concordam, empurram, fazem pressão, o filho não quer tomar a decisão, refuga, está com medo. "Tomar uma decisão para o resto da minha vida, meu pai! Não posso agora!" e o pai e a mãe perdem o sono, pensando que há algo errado com o menino ou a menina, e invocam o auxílio de psicólogos para ajudar...

Está chegando para muitos o momento terrível do vestibular, quando vão ser obrigados por uma máquina, do mesmo jeito como o foram Gandhi e Casturbai (era esse o nome da menina), a escrever num espaço em branco o nome da profissão que vão ter.

Do mesmo jeito não: a situação é muito mais grave. Porque casar e descasar são coisas que se resolvem rápido. Às vezes, antes de se descasar de uma ou de um, a pessoa já está com uma outra ou um outro. Mas, com a profissão não tem jeito de fazer assim. Pra casar, basta amar.

Mas na profissão, além de amar tem de saber. E o saber leva tempo pra crescer.

A dor que os adolescentes enfrentam agora é que, na verdade, eles não têm condições de saber o que é que eles amam. Mas a máquina os obriga a tomar uma decisão para o resto da vida, mesmo sem saber.

Saber que a gente gosta disso e gosta daquilo é fácil. O difícil é saber qual, dentre todas, é aquela de que a gente gosta supremamente. Pois, por causa dela, todas as outras terão de ser abandonadas. A isso que se dá o nome de "vocação"; que vem do latim, vocare, que quer dizer "chamar". É um chamado, que vem de dentro da gente, o sentimento de que existe alguma coisa bela, bonita e verdadeira à qual a gente deseja entregar a vida.

Entregar-se a uma profissão é igual a entrar para uma ordem religiosa. Os religiosos, por amor a Deus, fazem votos de castidade, pobreza e obediência. Pois, no momento em que você escrever a palavra fatídica no espaço em branco, você estará fazendo também os seus votos de dedicação total á sua ordem. Cada profissão é uma ordem religiosa, com seus papas, bispos, catecismos, pecados e inquisições.

Se você disser que a decisão não é tão séria assim , que o que está em jogo é só o aprendizado de um ofício para se ganhar a vida e, possivelmente, ficar rico, eu posso até dizer: "Tudo bem! Só que fico com dó de você! Pois não existe coisa mais chata que trabalhar só para ganhar dinheiro."

É o mesmo que dizer que, no casamento, amar não importa. Que o que importa é se o marido — ou a mulher — é rico. Imagine-se agora, nessa situação: você é casado ou casada, não gosta do marido ou da mulher, mas é obrigado a, diariamente, fazer carinho, agradar e fazer amor. Pode existir coisa mais terrível que isso? Pois é a isso que está obrigada uma pessoa, casada com uma profissão sem gostar dela. A situação é mais terrível que no casamento, pois no casamento sempre existe o recurso de umas infidelidades marginais. Mas o profissional, pobrezinho, gozará do seu direito de infidelidade com que outra profissão?

Não fique muito feliz se o seu filho já tem idéias claras sobre o assunto. Isso não é sinal de superioridade. Significa, apenas, que na mesa dele há um prato só. Se ele só tem nabos cozidos para comer, é claro que a decisão já está feita: comerá nabos cozidos e engordará com eles. A dor e a indecisão vêm quando há muitos pratos sobre a mesa e só se pode escolher um.

Um conselho aos pais e aos adolescentes: não levem muito a sério esse ato de colocar a profissão naquele lugar terrível. Aceitem que é muito cedo para uma decisão tão grave. Considerem que é possível que vocês, daqui a um ou dois anos, mudem de idéia. Eu mudei de idéia várias vezes, o que me fez muito bem. Se for necessário, comecem de novo. Não há pressa. Que diferença faz receber o diploma um ano antes ou um ano depois?

Em tudo isso o que causa a maior ansiedade não é nada sério: é aquela sensação boba que domina pais e filhos de que a vida é uma corrida e que é preciso sair correndo na frente para ganhar. Dá uma aflição danada ver os outros começando a corrida, enquanto a gente fica para trás.

Mas a vida não é uma corrida em linha reta. Quando se começa a correr na direção errada, quanto mais rápido for o corredor, mais longe ele ficará do ponto de chegada. Lembrem-se daquele maravilhoso aforismo de T. S. Eliot: "Num país de fugitivos os que andam na direção contrária parecem estar fugindo."

Assim, Raquel, não se aflija. A vida é uma ciranda com muitos começos.

Coloque lá a profissão que você julgar a mais de acordo com o seu coração, sabendo que nada é definitivo. Nem o casamento. Nem a profissão. E nem a própria vida...

O escritor  responde a uma estudante angustiada e dá aos pais motivos para meditarem sobre a escolha da profissão.


O texto acima foi extraído do livro "Estórias de quem gosta de ensinar — O fim dos Vestibulares", editora Ars Poetica — São Paulo, 1995, pág. 31.



Então, não precisa pressa, porém não durmam no tempo.

sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Rede social de verdade

Achei maravilhoso o comercial dos biscoitos Treloso da Vitarella.
A ideia de brincar com a rede social fez da propaganda o que pouco se vê, porém a necessidade de resgatar as brincadeiras, a diversão, longe das redes sociais.

As crianças captam que existe rede social real.

Show de bola.


Assistam aí:








Vitarella é o nome fantasia da empresa Inústria de Alimentos Bomgosto Ltda, que é uma empresa especializada na fabricação de produtos alimentícios, no ramo de massas e biscoitos. Fundada em 1993 em Jaboatão dos GuararapesPernambuco a Vitarella teve a totalidade das quotas de seu capital adquirido em 2008 pela M. Dias Branco S/A - Indústria e Comércio de Alimentos, sediada no Ceará, passando a integrar o Grupo Dias Branco, controlado pela empresa cearense. No dia 27 de dezembro de 2013 a Indústria de Alimentos Bomgosto Ltda foi definitivamente extinta por sua controladora M. Dias Branco S/A, que a incorporou, integrando a sua estrutura e operações as marcas, instalações, produtos, unidades industriais e comerciais, clientes e equipes antes pertencentes à Vitarella.(Wikipédia)





quarta-feira, 29 de janeiro de 2014

Que saudade!




Que saudadeeeeee!

Não sei como, aliás, sei como consegui ficar tanto tempo longe da blogosfera que gosto tanto.
Primeiro veio o corre corre de fim de ano, em seguida as férias e por fim meu estimado pc(esse que vos escrevo) me deixou na mão e sou tão fiel e viciada na minha máquina que não me sinto a vontade em outras.
Não sei se me entendem, mas só sei que comigo é assim.
Enfim, ao entrar aqui nesse momento, me enchi de emoções e de recordações. 
Agora em março o Misturação completa 5 anos e tudo, tudo que me passou na cabeça foi um filme maravilhoso. Alegrias, aprendizados, lições, reflexões e sim, algumas tristezas que me levaram ao crescimento.
Os amigos que aqui fiz, são realmente verdadeiros, sinceros.
Mesmo quando me ausento, sinto todos pertinho de mim. 
Sempre que volto sou acarinhada e aí percebo como é bom esse mundo.
Minha saudade foi tão grande, tão grande que não tenho palavras para expressar.
Peço desculpas pela minha falta, mas vou me redimir, visitando todos e me atualizando em seus blogs.

DE VOLTA e feliz por estar aqui.

XERO GRANDE!

quinta-feira, 19 de dezembro de 2013

Feliz Natal, Feliz Ano Novo



Chegou o tempo de renovarmos nossos melhores sentimentos.





Deixar o amor, o carinho, a solidariedade, a partilha, tomar conta de nós.






Que nessa festa cristã, todos fiquem em paz, vivendo momentos de alegria junto aos nossos.





24 de Dezembro é a data mais importante do ano, por que comemoramos o nascimento de Jesus, que veio ao mundo para nos salvar.



Esqueçamos um pouco os presentes materiais e vamos presentear com amor e atenção todos aqueles que estão ao nosso redor.



Vamos enviar ao próximo o que temos de melhor em nós e desejar que todos tenham a paz de Cristo.




Hoje e sempre.

Agradeço a todos pelo carinho e atenção aqui no blog.

Tenham todos um ótimo Natal e um novo Ano de grandes prosperidades.



Volto em 2014!

Xeros


Imagens retiradas do Google

terça-feira, 10 de dezembro de 2013

Como virá o meu Natal?



Meu Natal, vem sempre cheio de muita fé e esperança.
Com o nascimento de Jesus, alegria é o que não falta.

Então, sempre comemoro essa data com a família. 
Esse ano será união de toda uma só família, quero dizer, tios, primos, sobrinhos, irmãos e pais.

Meus vovôs e vovós já estão no céu. 
Lembro deles sempre com muito carinho.

Mas no Natal não podem faltar os símbolos, principalmente a árvore natalina.
Adoro ver os enfeites, os piscas, fico muito tempo somente olhando e de preferência aquelas velhas e lindas músicas natalinas tocando suavemente em meus ouvidos.
Aí eu choro.
Vou lembrando de outros Natais...

Que venha o Natal de 2013 com fé, saúde, paz, alegrias, solidariedade.

Minha música preferida de Natal:






Essa é minha participação de Interação de Natal proposto pela Rosélia do blog ESPIRITUAL-IDADE.
Grata amiga, pelo convite.

sexta-feira, 29 de novembro de 2013

Um roqueiro no além.




"Agora, sinto-me feliz!
Estou vivendo novamente!
Na realidade da morte... Descobri a vida!
Esvaziem vossa bagagem, viajantes da eternidade!
Por que na última viagem, o destino é a realidade!

Abandonem o barco da ilusão, desembarquem do trem da quimera, por que depois da grande confusão surgirá uma nova era."
Zílio.


Esse livro fala da história de um roqueiro famoso, que teve uma morte prematura causada pelo vício das drogas e uso abusivo do álcool.
Surpreendentemente teve que enfrentar a realidade, assim encontrando o equilíbrio.

Acabei de ler, e indico como reflexão, para pais e filhos.
Aliás, pra todo mundo.
Que se façam presentes os verdadeiros valores e possamos viver conscientemente.

quarta-feira, 20 de novembro de 2013

Libertando um livro

Ultimamente ando um pouco atrasada, mas libertar livros nunca é tarde.
Mais uma vez, participo do BookCrossing, sendo essa a 7ª edição, promovido pelo Luz de Luma, yes party!.

Libertar, doar, deixar ir, oportunizar outras pessoas com leituras.
Como se diz, livro fechado por muito tempo na estante é como se nada existisse dentro.
É legal esse desapego, mas confesso que há alguns livros que não imagino ele "indo". 
Bom, por enquanto.
Encaminhei um livro para a avó de uma aluna minha, que é educadora e sei que vai gostar da leitura, embora eu acho que ela já tenha lido esse, mas orientei-a de passar adiante, caso não tenha interesse.
Dessa vez, foi  "O caso dos dez negrinhos" de Aghata Christie.



Ainda estou separando outros livros para libertar. Depois coloco os títulos aqui e se alguém se interessar por algum, envio com maior prazer.

Meu caçula, também está libertando um livro, que ele mesmo escolheu, participando assim do BookCrossing Kids.
Sua escolha: "O saci e o curupira" de Joel Rufino dos Santos.



Vamos em frente, pois essa rede faz muita gente ler.

quinta-feira, 14 de novembro de 2013

7º BookCrossing

Já começou!
Isso mesmo, começou o 7º BookCrossing em 08/11 e vai até o dia 16/11.
É simplesmente maravilhoso participar "esquecer" um livro em um local público.
Vamos libertar aquele livro parado na estante, dando a chance de outras pessoas lerem.

Participe!

Mais informações no Luz de Luma, yes party!



segunda-feira, 11 de novembro de 2013

Meus amigos para sempre

Não sei se estranho, mas o ar que respiro está diferente.
Tão grande é a tristeza com a perda da amiga Nilce, querida por tantos nesse mundo virtual.
Me faz refletir.
Como nossas amizades virtuais são grandiosas.
Senti muito também, com a perda de outras e tudo isso serve para reforçar nossas amizades virtuais e perceber que realmente existem sentimentos aqui.
Sentimento forte de carinho, amor, atenção, compreensão, sinceridade, força...

Eu sempre me sinto abraçada e acarinhada com as palavras.
As mais antigas, quando me chamam de xerosa, xerosinha, Aninha, Karlinha, me sinto alegre, feliz, importante até, por ter aquele momento de atenção.
São por essas e outras que nossa amizades permanecem aqui firmes e fortes.
Sei que eu sou um pouco fechada, mas é meu jeito tímida.
Só entro se a porta estiver aberta.

AMO MEUS AMIGOS VIRTUAIS.

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Compra de amizade infantil

Isso mesmo, compra de amizade infantil.
Normalmente é feita pelos pais, até que a própria criança aprenda e compre por si só.
Como é isso?
Simples, se eu tenho isso, aquilo e aquilo outro, fica fácil de comprar a amizade.
Entendeu?
Não?
Então vou explicar melhor.
Cada vez mais, os pais proporcionam aos seus filhos o que há de melhor em brinquedos, jogos, passeios, entre outros. E há também aqueles que não dispõem de tanto, quanto gostariam, aí é que vem a questão da compra. O que pode, que tem mais, se sente feliz em ter uma quantidade de amiguinhos interesseiros.
Acontece muito com aquelas criança que é rejeitada, ou tem algum problema, ou não vai bem na escola, ou é feia, ou é gorda, ou isso, ou aquilo, ou isso, ou aquilo. Assim, essas mesmas crianças conquistam com suas posses, por indução de seus pais.
E aquelas que não podem, infelizmente ou felizmente, contam apenas com a amizade sincera.

Como trabalho e convivo muito com crianças, percebo essas atitudes frequentemente por parte das crianças.
Esse comportamento vem de séculos, entre adultos e crianças, mas está cada vez mais explícita.
É quando me pergunto, a felicidade está aí?


"Pouco importa saberem 
em que parte do mundo 
nossos amigos se encontram 
se podemos sentir na alma 
que, dentro de nós e dentro deles, 
há um espaço reservado 
que nada mais poderá preencher."

(Leticia Thompson)