terça-feira, 7 de junho de 2011

Resenha - Na esquina do tempo, nº50







Ainda não sou a mulher de 50, da menor pausa. Mas daqui a 53 dias posso dizer que estarei com minhas quatro décadas completas.
"Na esquina do tempo, nº50" é livro para todas as idades, quero dizer, para adolescentes e adultas de antes e depois dos 50.
Mostrou-me a face em quantas podemos ser, e ser diferentes, de aceitar ou não o que nos é proposto ao longo da vida.
Logo na página 12, fui me identificando, quando a autora falou do excesso de educação e como isso atrapalha: educação demais, nos faz engolir sapos de todos os tamanhos. Muitas vezes nos tolhe até em nossa autenticidade. Fica feio, não fica bem, não é de bom tom. Ora essa, bom tom era o que gostava e o que queria, esse era o tom bom, o tão bom da vida."


Eu sempre fui taxada de menina, adolescente e adulta muito educada. Isso não tem haver com etiquetas, mas exclusivamente com educação e também posso dizer que atrapalha mesmo, e muito.


E assim esse livro me segurou em 24hs, pois não tive como ler em menos tempo por causa dos meus afazeres gerais.


Também me identifiquei com Ísis.
Tive raiva de Réia.
Afrodite do bom exemplo. 
E tantas outras mulheres, que somente lendo o livro para saber.


Nem sei ao certo o que é uma ruga, mas fiquei extremamente feliz quando apareceu a primeira em meu rosto.
Sou apreciadora da maturidade, dessas marcas que o tempo se encarrega de mostrar.
Mas vamos combinar, sempre com elegância e bom senso.


Não me resta mais nada a dizer, a não ser parabenizar Glorinha e seu belo trabalho nesse livro.


Para adquirir um exemplar de "na esquina do tempo, nº 50" é só clicar aqui na Editora Multifoco .


E para conhecer o blog de Glória Leão, clique aqui no Café com Bolo.

16 comentários:

  1. Parece ser legal o livro

    Bjss

    ResponderExcluir
  2. Oi Ana Karla!
    Gostei da resenha! Como ainda não adquiri o livro, a cada resenha que leio fico mais ansiosa para lê-lo. Quando terminar o que estou lendo que é gordinho, vou adquirir. Toda a sensibilidade empregada por Glorinha em seus posts viu o seu apogeu neste livro. Fiquei mais curiosa agora!

    Beijos e um ótimo dia!

    ResponderExcluir
  3. Oi Ana Karla, quando se tem em mãos uma leitura boa e que prenda nossos olhos nela, nada melhor, quanto ao meu post, aconteceu, mas te explico por mensagem privada do Facebook.
    Beijos, Mauro

    ResponderExcluir
  4. Me deu uma vontade enorme de ler este livro...o medo de ser inoportuna, muitas vezes nao me deixa visitar amigas. O achar deselegante dizer não, me faz muitas vezes fazer o que não gosto ou naõ quero, e uma vez perdi uma viajem por não conseguir dizer a uma pessoa que me visitou, que ia com meu filho para outra cidade, ele ia para pós-graduação e não podia esperar a visita ir embora rsrsrs
    Acabamos sofrendo por sermos educadas rsrsrsrs
    bjs
    Tina (SONHAR E REALIZAR)

    ResponderExcluir
  5. Tenho certeza que é ótimo,.Vou comprar, sim! beijos,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  6. Amiga, que boa indicação, fiquei com muita vontade de ler, eu acabo sofrendo por fazer muitas coisas por educação e isso é ruim...

    beijokas

    ResponderExcluir
  7. Fiquei curiosa!!!
    Obrigada pela dica!!!

    Beijinhos Iluminados!!!

    ResponderExcluir
  8. Oi Ana, eu já completei 50 faz dois anos, e de lá pra cá, apesar do turbilhão em volta, acho que as coisas até melhoraram, kkkk.
    Sua resenha está muito boa e o livro acho mesmo que devemos ler. Vou colocá-lo na fila.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. A Glorinha e mesmo tudo de bom, ne?

    bj

    www.inaier.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Interessante proposta. Estou com 45 indo para 46 no dia 22 deste mês. Também tenho um certo "probleminha" com educação, mas te digo que após os 40 resolvi melhorá-lo, e muito! Não faço mais nada apenas para agradar os outros. Se não me agrada também definitivamente não me serve e assim por diante.
    Valeu a dica, vou tentar dar uma olhada no livro.
    Muitos bjs querida amiga

    ResponderExcluir
  11. Você tem razão Ana Karla, ser educada demais atrapalha. Eu tive uma educação rígida e hoje minha postura perante determinadas situações não relaxa. Sofro por ser assim. Tudo tem que estar certinho, perfeito e sem erros. Sou muito séria; eu precisava ser mais light. O livro deve ser muito bacana! Meu abraço!

    ResponderExcluir
  12. Oi Ana Karla!

    Também li o livro da Glorinha, e gostei muito! Me identifiquei com várias das mulheres ali descritas, todas que nos compõem, que nos constituem e fazem de nós esse conjunto de muitas em uma só. Espero que a Glorinha continue sempre com essa coragem para realizar seus sonhos, e nos presenteie com obras maravilhosas como essa. Desejo sucesso a esta pessoa fantástica! E a você também, querida.
    Parabéns pelo post!

    Beijos

    Carla

    ResponderExcluir
  13. Minha Querida
    Gostaria de ler o livro da Glorinha e já lhe disse a ela.
    Gosto da maturidade numa mulher inteligente que continua charmosa, apesar de uma ou outra ruga e das manchas parecendo sardas, que vão aparecendo e com sabedoria até podem dar um toque de elegância!
    A mulher, se quiser, é bonita em qualquer idade!
    A frescura pode ser substituída por outras qualidades!
    Mil beijocas.
    Graça

    ResponderExcluir
  14. Boa noite e que venha os 50, os 60, e assim por diante, mas jamais poderas dizer que nao vivi intensamente cada dia de minha vida, afinal, para chegar ate aqui, quantos sapos tive que engolir? Mas sei tambem de quantas vezes bem fiz alguem engolir uns sapos tambem!...rsrsrs...Amei seu post, show de bola como sempre...bjin

    ResponderExcluir
  15. Puxa amiga....
    que coisa mais linda.
    só de ler esta resenha já me inspirei .
    Só mesmo a Glorinha pra ser tão intensa, né
    beijos.

    ResponderExcluir
  16. Querida Xerosa...puxa me comovi lendo sua resenha...vc ainda tão jovem, mas já com a sensibilidade do olhar, de se ver em varias das mulheres de quem falo...Pois é, acho que esse é mesmo um livro para todas as mulheres, de todas as idades, pois fala da nossa essência, independente da idade cronológica...vou lá colocar seu link...fico feliz da vida quando uma pessoa que considero gosta do meu livro...obrigada xerosa linda! beijos,

    ResponderExcluir