domingo, 15 de maio de 2011

Fases da Minha Vida - Adolescência



Chegou a hora da adolescência.


Imagem daqui




Para minha cabeça infantil da época a adolescência foi maravilhosa.
Eu tinha uma certa liberdade e gostava muito de sair, de me divertir.
Sempre deixei os estudos em segundo plano.
Logo, comecei a trabalhar/ajudar minha mãe na doceria dela e achava muito bom aquele dinheirinho no meu bolso. Então foi mais um motivo para não querer estudar.
Por isso que aconselho a não deixarem seus filhos trabalharem, por que pode desviar a atenção dos estudos com a vontade de ganhar dinheiro.
Trabalho é para depois da graduação.
Naquela época descobri muitas coisas boas e más, porém só reconheci esse lado ruim, depois de adulta, e sozinha.
Descobri também que a maldade anda ao nosso lado querendo nos pegar em qualquer deslize.
Mas sempre fui muito alegre e divertida.
Eu era muito espirituosa, atraindo sempre a atenção de todos, e isso causava inveja nas pessoas que estavam ao meu redor.
Fui mesmo, uma adolescente irresponsável, mas no fundo,  totalmente responsável por não me meter com drogas, que  estava sempre ao meu alcance e sempre recusei, e outras coisas desse tipo.






Essa é a minha participação na blogagem coletiva dos blogs:
Espitual-idade
Naco Zinha
Publicar para Partilhar

Deixo aqui uma frase que me acompanha desde a adolescência:


"Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar
e eu não posso ficar aqui parado" (Raul Seixas)





47 comentários:

  1. oi Karlinha. eu me identifiquei com o que vc escreveu. Tb fui um adolescente normal, que teve uma adolescência feliz... mas nada de drogas e cia.

    sim, tb foi uma fase boa, apesar de todos os grilos que todos vivem nessa época rs
    bom domingo!

    ResponderExcluir
  2. Karla.

    Primeiro muito obrigada pelas palavras carinhosas que deixou no blog, estou em momemto de graça, rsrsrsrsrs parece ou melhor dei a luz.
    Só se vive a adolescência bem sem drogas, pena hoje ser um risco, um mal que permeia os jovens.
    depois passa onde vai ser o encontro.

    beijos e um domingo futebolístico feliz...

    ResponderExcluir
  3. Sua adolescencia era o que eu queria ter naquela época '-'
    A maior parte da minha vida foi casa-escola-casa. Sem amigos, sem namorados...coisas simples como ir ao cinema eu não fazia, me achavam esquisita por mais que eu tentasse me agregar a um grupo...sempre me achei deslocada na sociedade. Desde os 5 anos de idade ficando sozinha em casa para minha mãe ir trabalhar, cuidados excessivos em mim. Minha mãe me colocou numa redoma que só agora, depois que eu casei e me libertei!, ela viu que o que ela achava ser bom para mim só me fez mal.
    Por eu viver sozinha, sem brincar e nem conversar...quando eu estava no meio de pessoas não sabia como começar uma conversa! Acredita que mamaei na mamadeira até os 7 anos?! E fiz xixi nas calças até os 10!! E quem disse que ela me levou á um psicologo?! Minha dentição é perfeita mas o meu psicologico está se recuperando dos anos de repressão.

    bai bai o/

    ResponderExcluir
  4. Linda participação e tenho certeza que foste bem animadinha e chamaste atenção ,sempre de forma sadia.

    Legal!


    beijos,ótimo domingo,chica

    ResponderExcluir
  5. A adolescência é uma fase da minha vida que prefiro apagar.... Não fui feliz, fui vítima de bullying entre outros.
    Fico feliz por aqueles que gostaram dessa fase... pois ela é muito importante para nossa vida e acaba refletindo na fase adulta.
    Beijos,
    Lu

    ResponderExcluir
  6. Aninha,
    O Raul sabia do que falava e é justamente nessa fase que a gente descortina esse véu da inocência, da fantasia e descobre a realidade.
    Você levantou assuntos sérios, como estudar/trabalhar e o acesso às drogas, que acaba com a vida muito cedo.
    Os sentimentos negativos, como a inveja, são corrosivos dos relacionamentos, mas cabe a cada um esforçar-se para vencê-los.
    Sabe que eu também fui muito espirituosa na adolescência? Meus primos viviam rindo com minhas palhaçadas.
    Um "cheiro"!

    ResponderExcluir
  7. OI QUERIDA

    Parabéns pela sua participação, suscinta e plena.
    bjs

    ResponderExcluir
  8. Olá, querida Karla
    "Na ternura de um amanhecer,
    Eu observei a beleza do orvalho".
    (Sandra)

    Incrível como cada um administra as suas fases de acordo com o temperamento...
    Sabe que vejo como positivo vc ter estado "ao lado" da sua mãe... quisera ter tido essa dádiva!!!
    Afinal, vejo que aporveitou bem a fase da rebedia salutar... ainda bem!!!
    Fico penalizada quando vejo pessoas comportando-se como adolescente porque não viveram bem essa fase... isso poderia, perfeitamente, ter acontecido comigo... Deus me deu o livramento...
    Um dia vamos nos conhecer e passarmos bons momentos e sei que MUITO alegres como boa pernambucana que é... rsrrrs...

    "...é o molhar do orvalho quem vê meus passos...
    é minha vida me chamando pra viver"
    ( Fractais de Calu)

    Tenha um excelente Domingo de paz e alegria.
    Bj com gosto de adolescência (o lado bom dela).

    ResponderExcluir
  9. Mesmo quando a gente é rebelde, se a formação é boa não cai em roubada, rs
    Estou me preparando para ir em julho por aí.
    bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  10. Ana,que maravilhoso seu texto!Uma adolescencia dificil,mas superada por sua mente positiva e carater forte!Gostei muito de conhecer mais de vc!Bjs,

    ResponderExcluir
  11. A melhor fase da vida da gente...a minha pelo menos foi assim...uma aventura atrás da outra, numa época onde tudo era bom...só a gente é que não sabia...rsss

    Abraço!

    ResponderExcluir
  12. A frase do Raul resumiu tudo Karla. Beijo!

    ResponderExcluir
  13. Ana Karla, agora deu certo! Graças a Deus que você não assumiu nenhuma droga. Seu anjo era e é poderoso e certamente sua mãe orava por você. Lindo depoimento.Bjbjbj!

    ResponderExcluir
  14. Quem trabalha não é uma pessoa irresponsável. Vc só tomou outro caminho. Dizem q cada pessoa percorre o caminho melhor ao seu crescimento pessoal.
    Diferente de vc, sempre fui estudiosa, mas tive muitas dificuldades, pois era fechada demais e não conseguia fazer amizades. Cada caminho tem suas coisas boas e ruins. Muita paz!

    ResponderExcluir
  15. Valeu amiga!Tem sido bom ler sobre o tema que nos traz boas lembranças.Bjs no coração.Comecei a trabalhar cedo com meu pai,mas o estudo ele cobrava!!!

    Minha participação está no blog Rumos Libertadores: http://rumoslibertadores.blogspot.com

    ResponderExcluir
  16. Sempre digo q a adolescência é a melhor fase da vida, pq na verdade é msm pq descobrimos o mundo

    Bjss

    ResponderExcluir
  17. Amei o poster Aninha!!!

    "Eu tenho uma porção de coisas grandes pra conquistar e eu não posso ficar aqui parado" (Raul Seixas)

    Bravooooo...
    Beijinhos Iluminados!!!
    Paz e Luz!!!

    ResponderExcluir
  18. tb me identifiquei muito com o seu post, mas hoje, com duas adolescentes debaixo do braco,tenho medo que elas trilhem um caminho diferente, mais perigoso.

    Ficar com elas debaixo do braco e que nao da, ne?

    Ai que medo

    ResponderExcluir
  19. Ba tarde querida!
    Minha adolescência ainda perdura em alguns aspectos e a minha infância mais ainda. Graças a Deus amiga.
    Beijos e boa semana!
    Carla

    ResponderExcluir
  20. Sabe que sua foto passa, mesmo, a imagem de uma pessoa espirituosa e risonha? isso é muito importante na adolescência, pois ajuda a superar as inseguranças próprias da época.
    Sempe fui excessivamente tímida. Talvez, por isso, tenha me dedicado a livros e deixado minha imaginação voar.
    Bjs.

    ResponderExcluir
  21. É verdade. Quando a gente estuda é louca para largar os estudos e trabalhar logo para ganhar o dinheiro.
    Mas depois de tanto trabalhar ficamos sonhando em estudar. Kkkk
    Ótima semana!
    Beijos!

    ResponderExcluir
  22. Sem dúvida uma fase muito boa em nossas vidas!
    http://anabelanacasadavovo.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  23. A adolescência passou por deixando marcas.
    Não fui rebelde, mas fui de inquietações que me deram a primeira crise de depressão, sem que eu soubesse que era uma e por isso não compartilhei com ninguém da família. Vivi dias de agonia, que curei sozinha, com muita oração e fé.
    Mesmo assim, foi só uma parte da adolescência, os outros anos foram deliciosos.
    Beijo!

    ResponderExcluir
  24. Oi Ana Karla!
    Que período bom este que você viveu!
    Tive muitos altos e baixos na minha, mais baixos que alto, um tanto deprê... Houve periodos mais alegres que me diverti, fui para muita festa, namorei um pouco, mas contabilizando mesmo foi mais ou menos.
    Beijos e uma semana iluminada!

    ResponderExcluir
  25. Ana, você é muito massa. Fiz tudo isso ,vivi tudo isto. Seu relato é puro, é verdadeiro.
    Mas vale registrar que sua indole venceu .

    beijo grande e obrigada pelo comentário sobre o desmantelo que está aqui em Natal

    ResponderExcluir
  26. Adorei minha querida! Beijo, beijoooo

    ResponderExcluir
  27. parabens pela postagem! tambem estou nela:
    http://anacristinap.blogspot.com/2011/05/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html#comments
    bjo

    ResponderExcluir
  28. Ei Ana... O blog ficou ótimo de cara nova ! hehehe... E como é bom termos um pouquinho de adolescência (bem mais madura) dentro de nós! Nos ajuda a querer lutar mais pelos nossos objetivos, não é ?rs..
    Beijos querida amiga ! e um início de semana cheíssimo de coisas boas !
    marina
    www.blogdamarinatorres.blogpsot.com

    ResponderExcluir
  29. Oi Karla
    às vezes acho que pulei minha adolescência: passei da infância para a "juventude" direto.

    Beijos e até domingo

    ResponderExcluir
  30. Saudade é um pouco como fome.
    Só passa quando se come a presença.
    Mas às vezes a saudade é tão profunda que a presença é pouco:
    quer-se absorver a outra pessoa toda.
    Essa vontade de um ser o outro para uma unificação inteira é
    um dos sentimentos mais urgentes que se tem na vida.
    Clarice Lispector
    Uma feliz semana beijos ternos e carinhosos,,Evanir
    www.aviagem1.blogspot.com

    ResponderExcluir
  31. Oi Aninha, saudades...

    Parece que nossa adolescência foi mesmo mais inocente né. Ficar era só dar umas bicotinhas, álcool, fumo, drogas... nem pensar. Nos divertíamos pelo simples fato de estarmos junt com a turma, de dançarmos a doidado, curtir as competições esportivas... realmente, não é papo nostalgico não, nosso tempo não existe mais.
    Lindo o texto! Deu uma saudade das amigas que estão longe...mas que são sempre amigas!

    Beijos e ótima semana...

    Rita Barroso

    http://blogdachickitabakana.blogspot.com

    ResponderExcluir
  32. Tambem participo da blogagem coletiva:
    http://mariazinhap.blogspot.com/2011/05/blogagem-coletiva-fases-da-vida.html
    Parabens pela sua postagem!
    Beijos

    ResponderExcluir
  33. Olá Ana Karla.
    Você colocou muito bem sua experiência na adolescência e soube vive-la com alegria, isto é o mais importante. E o seu sorriso continua lindo! Bjs.

    ResponderExcluir
  34. Engraçado, nossa cabeça mesmo de adolescentes espivitados,sem medo,com ganas de enfrentar tudo, a droga foi algo que nunca me interessou, pois tinha alguns amigos que usavam e não nos ofereciam, hoje é diferente se possível dão aos adolescentes.De uma certa maneira a responsabilidade andava junto.
    paz e bem

    ResponderExcluir
  35. Karla,

    Você soube aproveitar a liberdade que tinha. Soube de resguardar das coisas ruins.
    Eu nunca fui de sair pra bailes etc. Mas era sonhadora demais e passei por muitas decepções.
    Por motivos diferente, mas os conflitos dessa fase, sempre chegam ao mesmo lugar.
    Ainda bem que tivemos tempo de concertar tudo. Rs
    Abraço

    ResponderExcluir
  36. Eu fui, digamos, obrigado a combinar uma irresponsabilidade natural da adolescência com a necessidade. Então pouco a vi passar, de tão rápida. Trabalho e estudos (obrigatórios, já que saí de casa com esta finalidade) e a dureza da vida me colocaram nos eixos rapidinho. rsrs. Abraços, Ana e uma ótima semana. paz e bem.

    ResponderExcluir
  37. Um bom dia,uma semana bem tranquila
    beijão

    ResponderExcluir
  38. Aninha, você é linda e fofa e eu adoro.
    Beijosssss

    ResponderExcluir
  39. Passando de novo pra deixar a novidade.Tem sorteio no Rumos...

    Minha participação está no blog Rumos Libertadores: http://rumoslibertadores.blogspot.com
    Comente e concorra a um livro pela loteria federal ,até o dia 28/05,A SUA ESCOLHA!!SE QUISER SEGUIR,POOOOOOOOOODE!!!!E EU AGRADEÇO!!!

    ResponderExcluir
  40. Ana Karla,
    quando estudava também estáva danadinha para trabalhar, ganhar meu dinheiro e independência. Depois de casada, completei meus estudos. Ainda fui de barriga de grávida para as aulas!
    Foi uma época muito boa :)
    Gostei de seu relato.
    Beijos,
    Rute

    ResponderExcluir
  41. Olá filhota
    Gostei do relato de sua adolescência.
    Você viveu tudo que pode e eu só tinha que rezar. O que faço até hoje e farei até meu último dia: Pedir proteção a Deus para vocês, meus filhos, e pedir a Nossa Senhora que os cubra com Seu Manto Materno.
    Beijo.
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
  42. Karla,

    Que coisa linda a participação da sua mamãe por aqui!
    Muito bonito o seu relato, e que bom que você foi feliz, e responsável.
    A adolescência é linda, e não deveria ser desperdiçada com "coisas ruins".
    Já eu, tive que trabalhar, pra ajudar a família... Mas, valeu, e muito. E apesar da responsabilidade, curti muito essa fase também.

    Beijos, amiga
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  43. Os pais cumprem o papel de vigiar, mas nem sempre os pais conseguem freiar um desejo muito grande dos filhos, principalmente com relação a querer trabalhar. Eu comecei a trabalhar cedo e isso não atrapalhou os meus estudos. Acho que isso vai da natureza da pessoa e eu sempre gostei de estudar. Tá certo que a minha mãe era muita chata com relação a isso e vivia lembrando da responsabilidade diante do futuro e não me deixava amolecer.
    Essa visão que temos do mundo, ainda faz com que os filhos achem que nascemos ontem ;) Beijus,

    ResponderExcluir
  44. Ana Karla:

    O fato de trabalhar porque queria, já demonstra que suas opções foram as melhores no momento.
    Sei que o estudo é importante, mas não é o MAIS IMPORTANTE ! Viver em paz, com amor e alegria, aceitando a condição que escolheu é a maior felicidade !

    Beijo

    ResponderExcluir
  45. É isso mesmo uma adolescência sadia e com suas descobertas e suas buscas.

    Você é linda demais minha amiga e o fato de começar cedo só nos faz amadurecer e crescer como ser humano.

    Beijos no seu coração

    ResponderExcluir
  46. Você foi uma felizarda, Ana Karla, só andou no caminho do bem. E quanto ao trabalho, é bom começar cedo. Muito legal a participação da sua mãe. Beijos.

    ResponderExcluir
  47. Oiee Ana...que coincidência tbém comecei a trabalhar cedo...mas sempre estudando, perdi alguns anos sim pois tbédm ñ dei o devido valor, hj estou recuperando o tempo...são fases q passam e deixam seus aprendizados.
    Bjss e massageie bem a face pq domingo vamos tagarelar....é pra ñ ficar com cãimbra =Dtagarelice extra!!

    ResponderExcluir