sexta-feira, 18 de maio de 2012

Educação ouvinte

Será mesmo que educação é para todos?
Será que todos desejam de verdade serem educados?
Você pratica o ouvir?
Isso mesmo, ouvir.
Ouvir, ouvir e ouvir.


Ouvir é a primeira lição para educação em um diálogo.
Tem coisa mais grosseira, quando uma pessoa está falando e o possível "ouvinte", corta a fala ou simplesmente muda de assunto?
Isso tem acontecido frequentemente. As pessoas estão mesmo interessadas em suas próprias falas e problemas e assim estão deixando de lado a educação e passando por cima talvez de um possível diálogo.
Eu gosto mais de ouvir, embora muitas vezes fico apenas na vontade de falar e expressar os meus sentimentos, mas a necessidade do outro em falar é tão grande que me reservo a minha insignificância e apenas ouço.
O que está acontecendo com as pessoas?
Que necessidade abundante é essa de falar, falar, falar?
Você já parou para ouvir o som do mundo? O som da natureza? O som da madrugada? O som dos animais?
Certamente está muito ocupado em falar e calar apenas quando dorme.
Tente fazer um teste com você mesmo, apenas um dia ouvindo  e sinta a diferença. 


Imagem retirada daqui, tem um texto lá falando de diálogo
Dialogar está cada vez mais difícil, sendo assim tá valendo conversar  com uma estátua. rs




Tenham um ótimo final de semana.


Xeros!
Imagens desse post foram retiradas do Googlle.

57 comentários:

  1. Precisamos educar nossos ouvidos para serem seletivos.. Ouvir o bom, ouvir o que vale a pena e ficar suros às porcarias,rss beijos,lindo fds,chica

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pior Chica, que em algumas situações não conseguimos seletar o que queremos ouvir.
      Boa educação auditiva chegaremos lá.
      :)

      Excluir
  2. Sim...ouvir é necessário..acho que é melhor que falar!!!
    Feliz Fim de Semana!!
    Muita Luz!!!

    ResponderExcluir
  3. Você tem razão,as pessoa estão ficando muito falantes e pouco querem ouvir.
    Tenha um bom final de semana, beijos.

    ResponderExcluir
  4. Muito bom seu texto. Parabéns, beijos.

    ResponderExcluir
  5. Pois, Amiga Minha...

    Como se fosse assim tão difícil de entender porque motivo viemos ao mundo com uma boca e dois ouvidos; tecnicamente falando, deveriam ser parte dos planos do Criador, fazer desta "criação" um ser "falador, mas duplamente ouvinte"... no entanto, algo deve ter corrido mal, ou na linha de montagem ou na redacção do manual de instruções... digo eu, não sei!

    Um imenso abraço, Ana

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leonardo, gostei da tua observação. Essa linha de produção acho que está falhando. kkkkkk

      Excluir
  6. Oi Linda!!!
    Sempre é uma delícia ler os seus textos!
    Eu como psicóloga sei ouvir, muitas vezes o silêncio diz mais que palavras!!
    Tenha um ótimo final de semana!!!
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Regina, sempre fui de falar muito, mas sempre soube ouvir.
      Essa profissão é perfeita para ouvirmos e conseguimos analisar até mesmo no silêncio.
      Obrigada

      Excluir
  7. Adorei! E concordo muito com a Chica, precisamos mesmo educar nossos ouvidos e deixá-los bem seletivos para
    ouvirmos só o que for nos fazer bem, o que for nos fazer crescer, enriquecer como pessoas. O resto é o resto! O
    que nos faz mal aprendermos a não valorizar, muito menos supervalorizar. Amei o seu post, Karlinha. Estou tentando
    aprender... Às vezes ouvir somente é mais inteligente. E na questão de ser em um diálogo é então primordial saber
    ouvir... Agora vc me fez lembrar uma crônica da Martha Medeiros que ela fala mais ou menos nisso, não me lembro o
    nome... :(
    Beijo, beijooooo!
    She (estou em outra conta, mas sou eu... rsrs)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É She, devemos ouvir o que nos levanta e no diálogo isso também conta muito.
      Obrigada amiga.

      Excluir
  8. Oi Ana Karla
    Concordo com você totalmente. É incrível como existem pessoas que não sabem mesmo ouvir, elas não conseguem praticar isto.
    Diante de pessoas assim eu me calo, ouço e sempre concordo, por que elas também não querem que ninguém discorde delas.
    Bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também faço assim Célia, me calo e vou formalizando na minha cabeça o tamanho da carência da pessoa, as dificuldades e seus distúrbios. kkkkk

      Excluir
  9. Ana Karla, concordo com você e admito que tenho que me policiar mais para voltar à normalidade. Acho que tenho falado muito e escutado pouco. Querida amiga, o impressionante é que até dormindo (dizem) eu tenho falado. Por favor, não cortem a minha língua. Vou tentar equilibrar esse processo, rs...rs.
    Adorei sua postagem. Serviu muito para mim e foi muito útil. Com certeza serei muito mais prestativo equilibrando os meus falares com os ouvires, não é?
    Um maravilhoso final de semana.
    Xeros
    Manoel.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ô Manoel, é importante ouvir no diálogo, em algumas ocasiões é mais importante apenas ouvir, pois naturalmente a nossa fala flui e ambas as partes ficam satisfeitas com essa troca.
      Ninguém corte a sua língua. kkkkkkkkkkk

      Excluir
  10. Maravilhoso post. O que vc relatou é precioso e verdadeiro, pois eu fico uma fúria quando isso acontece comigo. Aqui em casa estava ficando assim, até que dei um berro e melhoraram. Tenho horror, quando estou no meu grupo e também fazem isso. Lá eu paro e fico olhando para um ponto qualquer, para não explodir, mas é desagradável, porque todas querem far, falar e não percebem que era a minha vez e que eu estava falando! Parabéns pelo post! Aproveito para dizer que tem um Meme para você lá no meu blog: marialuizasaes.blogspot.com. Lindo final de semana!. Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Dona MaLu, minha família, digo pais, irmãos e agregados(rs) estamos sempre nos reunindo, mas é incrível como um atropela o outro e mudam de assunto ou simplesmente não prestam a atenção. Pior, quase sempre tem um dominante da fala,,, aí lascou!!!
      Eu fico somente observando e só falo quando tenho espaço e vejo que minha opinião é desejada.

      Vou buscar meu meme, obrigada.

      Excluir
  11. Tirando esses chatos que acham que o mundo gira em torno de suas ideias e conceitos,tem muita gente carente precisando de um ouvinte.
    a foto está perfeita!

    um ótimo fds
    beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Precisam demais de ouvintes. Acho que vou me candidatar, pois nesse quesito estou ficando craque. rs

      Excluir
  12. Karla querida!
    Ótimo e oportuno seu texto.
    Tenho refletido muito sobre isso...
    As pessoas não sabem mais ouvir.
    Quando vamos falar algo, já deduzem
    e querem concluir nossa fala.
    Isso é triste, pra mim é falta de respeito para com o outro,
    Precisamos de curso de Escutatória(como diz Rubem Alves)
    Abraços! Um final de semana abençoado e feliz pra ti.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Um curso de Escutatória seria perfeito para essa humanidade..kkkkk
      Imac, atropelar o outro numa fala é pura grosseria.

      Excluir
  13. Olá filhota.
    As criaturas se aproximam muito mais das pessoas que sabem ouvir e não demonstram nenhum interesse de falar de si.
    Gostei de sua postagem.
    Beijos
    Maria Luiza (Lulú)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Mamy.
      Você sabe que sou boa ouvinte, né?

      Excluir
  14. Oiee Anaaaa!!
    Ouvir é uma coisa....saber ouvir é outra, reter o que vai ser inteligente, pq tem gente que fala...fala....fala e não quer dizer nd tbém e tem pessoas que falam pouco, mas dizem sempre palavras agradáveis e sábias.
    Bjs flor em ti e D. Lulu.
    Sdds

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou dessas aí que falam pouco e com objetividade.
      Obrigada Teresoca.

      Excluir
  15. Esta foto diz tudo....as pessoas estão muito sozinhas e precisam colocar para fora e muitas vezes não tem com quem, melhor mesmo é com estranhos ou estátuas....
    Beijo Lisette.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também estou começando achar que com estátuas tem surtido mais efeito.

      Excluir
  16. hahaha Essa foto é muito engraçada! Nós imaginamos que seja um louco ou bêbado, mas se pensarmos direitinho e conforme o seu texto indica, fazemos esse papel do tagarela ou da estátua. A interação está mesmo difícil e percebemos isso quando temos que repetir a mesma explicação ou fala mais de uma vez. Quem nunca ouviu um "O que mesmo você disse?" porque o interlocutor estava nas nuvens pensando no seu umbigo. Pois isso acontece muito com o ouvinte. Ele se dispersa quando a pessoa fala demais. Qual seria o melhor jeito de conversar? Falar um pouco e pausar, olhar para o seu interlocutor fazendo um suspense e ver qual é a atitude dele. Se ele perguntar "E aí?" sinal de que estava prestanto atenção. Se ele simplesmente mudar de assunto, você estava fazendo papel de bêbado e o seu interlocutor, o papel da estátua.
    As pessoas estão se fechando em seus mundos, porque as expectativas de relacionamento não estão satisfatórias. Ninguém se doa, todos querem apenas receber. Você pensa muito antes de fazer novas amizades.
    Bom fim de semana!! Beijus,

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ótima tática Luma, vou fazer isso muitas vezes agora.
      Vou pausar e esperar que a outra peça que continue, assim terei certeza que o pouco que eu falar esteja sendo bem aproveitado.

      Excluir
  17. Ana, boa noite, isso quando não falamos sozinhas, como eu sempre faço, dizem que é coisa de velho, não!... é coisa de solidão. Um beijão.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que nada!
      As vezes a gente fala sozinha mesmo, é normal.
      Não muitas vezes e não como se existisse alguém.

      Excluir
  18. Ana, boa noite, isso quando não falamos sozinhas, como eu sempre faço, dizem que é coisa de velho, não!... é coisa de solidão. Um beijão.

    ResponderExcluir
  19. Subscrevo totalmente o seu post. Eu adoro ouvir. Adoro
    estar olhando olhos nos olhos uma pessoa que esteja
    falando comigo.
    Tenha um bom domingo.
    Beijinhos
    Irene

    ResponderExcluir
  20. Bom dia querida, vim agradecer sua visita, adorei!!
    Venha sempre, estou com novidades!
    Bjo e um ótimo domingo!!

    ResponderExcluir
  21. Esse lance da Educação (da falta dele) parece ocorrer em todas as áreas, em todos os sentidos. E o pior é que uma boa parte nem pensa no que está falando, fala, fala, e depois nem sabe o que falou. E realmente são péssimos ouvintes. Quando fingem ouvir, se preocupar com alguém, usam frases feitas. Abraços.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tenho visto muitas pessoas "pagarem micos" por falarem demais.
      Carlos a falta do "ouvir" tem sido uma grande deficiência no diálogo.

      Excluir
  22. Ouvir é o primeiro para para um conhecimento profundo.
    Bjs

    ResponderExcluir
  23. Pois é, eis um dos grandes problemas das reações, da nova geração, do mundo: saber ouvir. E não é só parar para escutar é escutar sem interpretar pelo meio, sem tradução simultânea.
    Beijo, meu carinho e a disposição para te ouvir :)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Tina, ouvir por ouvir é quase nada, é preciso saber também o que se está ouvindo.
      Acontece comigo de estar "ouvindo" um tagarela e eu em outro mundo. kkkkkkkk

      Excluir
  24. Karlinha
    Juro que gostaria ouvir mais.. falo bastante e na medida certa, mas ainda tenho muito pra ouvir e aprender. Se tivesse escutado um pouco mais, teria uma vida melhor. Continuo por aí, escutando e ouvindo.
    Bjos querida e uma ótima semana,
    Sheyla.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tudo bem Sheylinha que fale muito, mas é importante pausar para ouvir também.
      Xeros

      Excluir
  25. Um excelente tema de reflexão, minha amiga. É fundamental que nos ouçamos uns aos outros, que dialoguemos e dar espaço ao outro para expressar as suas ideia. Com o frenesim de hoje em dia isso acontece cada vez menos.

    bj

    Olinda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito menos Olinda.
      Todos querem contar de suas vidas e seus acontecimentos sem saber se o ouvinte se interessa.
      Vamos expressar nossas ideias e ouvir também, claro.

      Excluir
  26. Eis a grande virtude!

    Saber ouvir!

    Bjsss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vieira, ainda não sou uma excelente ouvinte, pois quando me deparo com um tagarela que fala muitas besteiras, fico olhando, mas pensando em outras coisas.
      Até para ouvir tem que ter qualidade.

      Excluir
  27. Olá

    Na minha área de trabalho preciso da escuta sensível. Mas entendo perfeitamente o que diz em relação ao atropelo das palavras. Há pessoas que dificilmente conseguem trocar idéias e têm uma necessidade muita grande de falar. Mão sei se está aumentando, porém, há muitas pessoas morando sozinhas e a qualquer oportunidade querem falar.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Penso que essas pessoas que moram sozinhas necessitam mesmo de falar, pois já devem ouvir muito na TV, musicas e leituras então a cada oportunidade falam, falam, falam.

      Excluir
  28. E ISTO MESMO, QUANDO SOMOS CORTADA NO ASSUNTO QUE ESTAMOS CONVERSANDO , NOS DÁ UMA SENSAÇÃO DE NÃO VALERMOS MUITO, UMA COISA SEM IMPORTANCIA, QUANDO ACONTECE COMIGO E A PESSOA INDAGA, O QUE ESTAVA MESMO CONVERSANDO? A MINHA RESPOSTA É ESQUECÍ. UM ABRAÇO CARINHOSO CELINA

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também detesto ser cortada Celina, pois já não falo muito e quando me expressava acontecia isso, me dava nos nervos, mas já estou conseguindo driblar essa situação.

      Excluir
  29. florzinha...
    Ana...
    "ce tá me ouvindo?"
    rs....
    ouvir....
    ouvir envolve um pouco de interesse sincero pelo que o outro tem a dizer, mesmo que não seja a coisa mais maravilhosa do mundo.
    Ouvimos porque é o outro quem diz e esse outro é especial.
    Um abraço com carinho pra você.

    ResponderExcluir
  30. Olá Ana!!!
    Gostei muito de chegar aqui e ler suas postagens.
    Sobre este tema, pensei que só eu enfrentasse este dilema, do porque algumas pessoas que conheço, atropelam a conversa para falar e não ouvem, ou não entendem, ou não têm educação...isto me intriga muito.
    Talvez por isso a comunicação da net é tão intensa, pois não tem cortes, eu escrevo, vc lê ou vc escreve eu leio...então parece de fato uma cominicação!!
    Bjs Carmen

    ResponderExcluir