quarta-feira, 11 de agosto de 2010

O meu olhar é nítido como um girassol...



O meu olhar é nítido como um girassol,
Tenho o costume de andar pelas estradas
Olhando para a direita e para a esquerda,
E de vez em quando para trás...
E o que vejo a cada momento
É aquilo que nunca antes eu tinha visto,
E sei dar por isso muito bem...
Sei ter o pasmo essencial
Que tem a criança se, ao nascer,
Reparasse que nascera deveras...
Sinto-me nascido a cada momento
Para a eterna novidade do mundo.

    Creio no mundo como num malmequer, Porque o vejo. Mas não penso nele Porque pensar é não compreender... O Mundo não se fez para pensarmos nele (Pensar é estar doente dos olhos) Mas para olharmos para ele e estarmos de acordo... Eu não tenho filosofia; tenho sentidos... Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é, Mas porque a amo, e amo-a por isso Porque quem ama nunca sabe o que ama Nem sabe por que ama, nem o que é amar... Amar é a eterna inocência, E a única inocência não pensar...


Fernando Pessoa
Alberto Caeiro, em "O Guardador de Rebanhos"














Bom dia!

22 comentários:

  1. Tenha um ótimo dia!!
    Abs

    Márcia
    www.loucapramudar.blogspot.com

    ResponderExcluir
  2. q lindo...

    bjs e um otimo dia pra vc tb!!!

    ResponderExcluir
  3. Bom dia Ana Karla, verdade, foi uma gripe daquelas, ainda o vírus está incubado aqui, e não vejo a hora de ficar bom, bom mesmo, e o pior, é que todos aqui estão assim, está na volta.
    Que venha logo os dias lindos da primavera, o sol, e que o clima bom me tire mais de casa e da frente do computador, troco o micro (pudera fosse mesmo) pela câmera digital. Beijos.

    ResponderExcluir
  4. Com um poema assim não tinha como o dia ser ótimo.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  5. Linda foto e lindo texto, um ótimo dia pra vc! Bjs

    ResponderExcluir
  6. É Ana...vc sabe que sou fão dele...não podia deixar de vir ler o meu querido!
    Obrigada pelo presentão!

    Beijos

    ResponderExcluir
  7. Texto maravilhoso, menina!
    Obrigada pelo carinho comigo, Karla.
    Logo, logo, passa.

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  8. Ana Karla,

    Sempre fui apaixonada por girassóis, hoje porém, e isso não sei explicar, olho para ele e fico melancólica, porque será? Mas continuo admirando sua beleza.
    Beijos

    ResponderExcluir
  9. -Obrigada MÁRCIA!

    -Obrigada a você também TATA

    -Bem melhor fotografar Mauro!

    -Verdade ANA, esse eu conheci a pouco e amei.

    -Obrigada VERA. Boa Tarde!

    -É mesmo né MAri?!!!! Valeu!

    -Imagina NILCE, todo carinho pra você é pouco.

    -Estranho mesmo CINTIA, por que será?

    XEROS PARA TODOS

    ResponderExcluir
  10. Lindo esse post poético com imagem que traz luz. Bjs querida

    ResponderExcluir
  11. Os poemas dele são divinos,sempre nos levam a reflexão
    Beijos pra você amiga!

    ResponderExcluir
  12. Oi!!!
    Que bom que gostou do post e do blog!!
    Pois bem...morei minha vida todinha em Natal, passei um ano em Recife e agora estou há quase 4 em Manaus...rsrsrsrs
    pense numa mulher que mora longe..kkkkk
    ADoro Pernambuco, aliás, eu amo o nordeste e um dia se Deus quiser, ele nos joga de novo por essas bandas..rsrsrs
    Fiz 2 semestres na Católica, no curso de biologia, adorei, muito bom mesmo.
    Capoeira..vixi menina...eu num posso ver uma roda qeu e ufico doidinha pra entrar, mas faz tempo que parei, to toda dura..kkkk
    Beijocas!!
    Ju e Clara

    ResponderExcluir
  13. Uau, Ana Karla, que beleza!
    E este pedaço é a minha cara:
    "Tenho o costume de andar pelas estradas
    Olhando para a direita e para a esquerda,"
    Estou sempre plugada no mundo, nas janelinhas dos ônibus, dos carros, da vida.
    beijinhos cariocas

    ResponderExcluir
  14. Olá, tem presentinho no blog prá vc!
    Um abraço!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Ana Karla!

    Um lindo poema. Que possamos olhar o mundo sempre como se tudo fosse novidade, e nunca perder a inocência, para não macular a beleza da vida.

    Beijos
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  16. Divino esse poema querida!
    Obrigada pelo carinho.
    Tenha um ótimo dia.
    Com carinho, Lady.
    Bj

    ResponderExcluir
  17. O poema é muito bonito, mas para meditar bastava aquela foto daquela criatura caminhando naquele campo. O que será que ela ia pensando?
    Beijos

    ResponderExcluir
  18. Que lindo!!

    Hj no meu blog tb tenho os olhos tipo girassol rs
    bj

    ResponderExcluir
  19. -Obrigada Gi!

    -Reflexão é tudo de bom mesmo Isa.

    -Ju 4 anos de capoeira não dá pra enferrujar tanto. Obrigada pelo retorno.

    -Lindo mesmo Fa!

    -Que bom que gostou BETH, tems que ficar ligadas! rs

    -Oba Vovó NOEMIA, vou lá buscar.

    -Obrigada SOCORRO, você não sabe da satisfação em tê-la aqui.

    -Obrigada você LADY!

    -Bem pensado LULÚ, o que será de bom que ele está pensando?

    -Ah DÉIA, eu vim sim, seus olhos de girassóis. Estamos em sintonia.

    XEROS PARA TODAS!!!

    ResponderExcluir
  20. Xerosa, como vc tem um sol radiante te energizando, seu olhar é brilhante e envolvente como um lindo girassol, que olha com conhecimento, encara os raios do sol e absorve uma grande intensidade de luz iluminando tudo ao seu redor, esse olhar é todos seu,vc é uma bela flor ,um girassol com raios do sol e faz ele energizar aqui no seu blog.Adorei!
    Bjs meus, Sonia Notaro.

    ResponderExcluir
  21. Bom dia...ontem dói-dói nem cheguei perto da net . Lógico que escolhi este post de Pessoa, que é sem dúvida, maravilhoso .
    Vim pra dá meu alô e que estou por aqui. E te desejar um dia de paz.
    beijão

    ResponderExcluir