quinta-feira, 4 de novembro de 2010

Blogagem Coletiva - Minha Idéia é meu pincel


The Rose Garden - Paul Klee




Verificação

Do morro

Da ladeira

Lá de cima

Do Avião

Do apartamento

Luz 

Poste

Holofote

Brinquedo de criança

Pirulito

De menina

Labirinto

Por onde entra?

Roxo

Rosa

Lilás

Cruz

E eu vou atrás.



Blogagem coletiva, Minha idéia é meu pincel, proposta da Glorinha do Café com Bolo

33 comentários:

  1. Oi querida!
    Adorei sua brincadeira com as palavras, ficou show!
    Beijos meus1
    Lady

    ResponderExcluir
  2. Amei Xerosa linda! Brincou e fez um poema lindo! Poesia pura! Obrigada pela lindura! beijos,

    ResponderExcluir
  3. Ana essa blogagem ao mesmo tempo que é difícil é muito divertida, pois como não existe certo ou errado, podemos apenas viajar por sobre a tela e de lá tirarmos apenas o que nossos olhos sugerem.
    Um beijinho

    ResponderExcluir
  4. Ana, brincando com as palavras de uma forma espontanea, transmitis-te bem o que sentis-te perante um grande tão cheio de vida e optimismo.
    Bj,
    Manú

    ResponderExcluir
  5. Soube brincar bem com as palavras amiga.

    beijooo.

    ResponderExcluir
  6. Muito bem, Ana, disse muito através das frases soltas formando um poema!
    um super beijo carioca

    ResponderExcluir
  7. E que participação!

    Parabéns.

    António

    ResponderExcluir
  8. Aleria,alegria aqui é o blog da descontração.
    Ana,adorei de novo esse colorido todo
    bom dia beijo grande

    ResponderExcluir
  9. gosto desse estilo de poema solto, com palavras únicas por frase! gostei do aspecto lúdico e leve do poema, é isso ai!
    bom dia!

    ResponderExcluir
  10. Muito bom, brincou com as palavras. Essa coletiva nos dá a possibilidade de grandes voos. Como diz a Isadora, não há certo nem errado, há o que cada um sente, vvê e traduz.
    bjs

    ResponderExcluir
  11. vc acredita que eu cheguei a postar aquela do blog de Suely e troquei?! rs
    beijos

    ResponderExcluir
  12. YASMINE, já pensou que sintonia?!!! Uau!
    Adoro quando essas coisas acontecem, mas não me pergunte por que, eu não sei dizer(risos).

    Xeros

    ResponderExcluir
  13. Ficou muito legal , as palavras foram saindo e juntas, uma beleza!beijos,chica

    ResponderExcluir
  14. Oi ANinha...

    Senti saudade agora do tempo em que eu também brincava com os pincéis.
    Acho que preciso voltar a fazer minhas artes.

    Beijos

    ResponderExcluir
  15. Anaa,

    Colorido é vida. Cidade, correria, subida, luz, igreja. Nossa percepção foi bem parecida!

    Bjooooooos

    ResponderExcluir
  16. Minah querida adorei seu jeito de brincar com as palavras
    bjs

    ResponderExcluir
  17. -Obrigada LADY,
    GLORINHA,
    ISADORA,
    MANU,
    ANA,
    BETH,
    ANTÓNIO,
    YASMINE,
    ALEXANDRE,
    NORMA,
    JUSSARA,
    CHICA,
    MARI,
    LU,
    LÍDIA, pelos comentários e o carinho de todos.
    Essa blogagem de hoje foi interessante de vários pontos de vista.
    XEROSSSSSSSS

    ResponderExcluir
  18. Karla, que lindo que ficou.
    Adorei o seu jogo de palavras formando um belo poema.
    Parabéns!

    Bjs no coração!

    Nilce

    ResponderExcluir
  19. Ô NILCE você também gostou? Que bommmmmmm!
    Obrigada.
    Xeros

    ResponderExcluir
  20. Um patchwork delicioso de cores e formas!!! Olá, Ana Karla! Um prazer enorme estar aqui... vim conhecer o teu cantinho e agradecer a tua visita!!! Estarei te seguindo bem de pertinho, pois adorei tudo aqui!!! Um beijo e tenha uma linda noite... Lu...Ü...

    ResponderExcluir
  21. Oi Ana, tb gostei, ando me abobando com uma poesia que fiz, só não me encorajo em postar,vou ver se me arrisco, afinal poesia moderna não tem muita rima né? uma coisa mais solta fica bem legal
    beijossss

    ResponderExcluir
  22. -LU, o prazer é todo meu. Obrigada por retornar. Seja bem vinda.

    -ISA, poesia é assim, o que vem na cabeça com rima ou não. É interessante pois as palavras na maioria das vezes vem não sei de onde. Acontece comigo.

    XEROSS

    ResponderExcluir
  23. Ana, que bacana. Poema leve, solto. Remete tanta coisa. Ladeiras, postes. Viajei.

    Ficaria feliz com sua visita no meu cantinho.

    Um abraço,

    ResponderExcluir
  24. Ana, minha querida, simplesmente amei a sua participação! ;)
    Bjo, bjo!
    She

    ResponderExcluir
  25. -MALU chego já lá! Agradeço a visita e seja bem vinda sempre.

    -SHE, que bom que voc~e gostou. Sua opinião é muito importante para mim.


    XEROSSSSSSS

    ResponderExcluir
  26. Ana,
    Imaginei você indo atrás... dos bonecos gigantes, por entre as ladeiras de Olinda!
    Bjs.

    ResponderExcluir
  27. -Ai GINA, está chegando esse dia de novo. kkkkk
    Xeros

    ResponderExcluir
  28. Ana
    Que lindo! Você está se descobrindo uma poetisa agora ou só estava escondendo?
    Ficou show.
    beijos

    ResponderExcluir
  29. Oi, Ana Karla!

    Só agora consegui acessar os comentários aqui.

    Lindo poema, e se entendi bem, um paralelo com a realidade, mas, com um toque leve e de esperança na vida, e no futuro. Acertei?

    Luz e paz!
    Socorro Melo

    ResponderExcluir
  30. Não tinha pensado nisso, mas aquelas rosas, bem poderiam ser grandes pirulitos, heim? :) Beijus,

    ResponderExcluir
  31. Ana Karla
    ficou uma graça esse jeito divertido de brincar com as palavras.
    você realmente é muito doce e sensivel
    um beijinho

    ResponderExcluir
  32. -MACÁ, na verdade escrevo há muitos anos, inclusive tenho livro pronto, mas ainda não publiquei. Estou buscando um bom momento. Obrigada.

    -É por aí sim SOCORRO,,, o ontem com o amanhã.
    As vezes a gente não consegue deixar mensagens nesses blogs, mas depois volta ao normal. Obrigada.

    --E que pirulitos LUMA!

    -Obrigada LILIANE,,, estava com saudades de você.

    XEROSSS

    ResponderExcluir