segunda-feira, 10 de setembro de 2012

Cavaletes e jingles influenciam em seu voto?

Após esse recesso, cá estou animadíssima para dar continuidade nessa caminhada do cotidiano.
O post de hoje, não é para falar de política propriamente dita, mas para saber o quanto que a propaganda pode nos influenciar.





Depois de ver esse vídeo, por sinal muito espirituoso, fiquei a pensar nos cavaletes espalhados desordenadamente pelas ruas, tornando a cidade feia e suja, pois muitos destes ficam presos por pedaços grandes de pedras, que após certa hora são retirados e esses mesmos ficam lá pelas calçadas.
Expressando a minha opinião, esses cavaletes não me influenciam em nenhum momento e de modo geral, penso que não serve para ninguém. A opinião das urnas depende mesmo do conhecimento e interesse de cada eleitor. Sei que muitos podem até ver a propaganda, mas por falta de opção ou pura ignorância mesmo, anotam o número e vão as urnas.
Quanto aos jingles, acho até que me influenciam sim, a não votar nesses de péssimo gosto musical em um volume insuportável. Muita apelação.
É certo que todo candidato queira fazer sua propaganda, pedir nosso voto, mas essas duas opções são mesmo duas furadas.


36 comentários:

  1. Infelizmente algumas pessoas acreditam que o volume da propaganda representa o poder e a supremacia do candidato, acho que isso influência esse lixo visual! abraços

    ResponderExcluir
  2. Ana Karla, a gente votando em pessoas que conhecemos e que sejam parte de nosso dia a dia, muitas vezes nos decepcionam. Imagine se dá para conhecer um futuro representante do povo em alguns meses de "olho no olho" nos cavaletes, faixas, bandeiras e musiquinhas "originais".
    Muito legal a sua postagem. Tenho ainda esperança que o pessoal vote com seriedade pois os problemas da atualidade são complexos e precisam de ajuda e opinião dos eleitores.
    Beijo no seu coração
    Manoel

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Manoel, também tenho esperança, essa que nunca me falta.
      Obrigada pelo carinho

      Excluir
  3. Concordo com vc, acho mesmo uma falta de respeito.
    bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Falta muita coisa e a de respeito diria que é infinita.

      Excluir
  4. Karla, totalmente concordo com você é tudo poluição sonora, visual e lixo. Me influência a NÃO votar nesses candidatos.
    bjs e boa semana
    Jussara

    ResponderExcluir
  5. Eu não acho nada legal, mas infelizmente acho que influência muito sim, principalmente os mais humildes, sem ou pouca cultura, o que na verdade é a grande maioria do povo votante. E depois as decepções são grandes! A mudança deveria começar pela escolha de quem poderá se candidatar, algo mais rigoroso. Tá certo que a esperança é a última que morre, mas todo ano é a mesma coisa, quem sabe agora vai melhorar! É complicado!! Bjs. Ieda.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vamos continuar com nossa esperança, pois essa nos fortalece e quem sabe chega.

      Excluir
  6. Oi Ana.. assim como os tais carros de som tbem não me influenciam! Sinceramente, eu odieo essa época de eleição. MInha querida amiga, o blog está com novo endereço www.eudonadecasa.com.br
    te vejo lá
    bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Está bem Raquel, vou passar pra ver o blog.
      É você Ich?
      Grata

      Excluir
  7. Quem suja o nosso visual não merece nosso voto.Creio que muito pouco as propagandas podem convencer Ana. Uma coisa é certa certos jingles acabam colando em nosso subconsciente e a gente se pega os cantando.Aqui em Salvador as avenidas são invandidas por estes cavaletes com as caras mais feias ou falsos sorrisos.Oxalá o povo não vá onda das promessas.
    Por falar nisso todos dizem que o METRÔ VAIR RODAR,kkkkk, eu tenho até vergonha de ver uma obra de 6 Km que o dinheiro dava para construir 3 vezes mais e o pior ainda não roda este ano.Lamentavel o uso da politica.
    Uma bela semana amiga.
    Um abraço de paz e luz.
    Bjo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. A política faz está sempre fazendo mal uso e nessa época nem se fala.
      Minha vista merece algo melhor.
      Obrigada Toninho.

      Excluir
  8. Por mim não precisavam nem gastar dinheiro e tempo com essas bobagens. Servem pra me fazer NÃO votar em quem suja a cidade com as caras horrorosas espelhadas em cada canto ou muro ! beijos,lindo dia!chica

    ResponderExcluir
  9. Influenciam o meu negativamente, como trajes, trejeitos e coisinhas do tipo.

    ResponderExcluir
  10. Concordo plenamente com você. Alem de sujarem a cidade tem pouca criatividade.
    Beijos.
    Élys.

    ResponderExcluir
  11. Oi Anaa Karla!
    Se dependesse de mim não haveria nenhuma propaganda dessas aí, puro desperdício. Se eles fazem tudo isso devem ter alguma ideia de que funcione, mas acho que as pessoas escolhem dar seu voto independente dessas propagandas. Odeio estas músicas chatas e a sujeira deixada pelos candidatos.
    Beijinhos e uma semana de alegrias!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo Valéria, se eles fazem toda essa propaganda é por que deve surtir efeito.
      Boa semana

      Excluir
  12. Sem dúvidas que são atitudes patéticas ^^
    eles praticamente competem por "qual carro grita mais" ou "qual candidato tem mais lixo espalhado pelas ruas"
    isto não ganha eleição, de fato.

    Hey, segue de volta e deixa um comment?
    www.diademegalomania.blogspot.com

    valeeu

    ResponderExcluir
  13. Eu detesto essas propagandas e mais ainda os jingles e de nada isso me influencia, para mim isso é apenas mais uma poluição ( visual e auditiva) e uma maneira de gastar o dinheiro público.
    Então amiga...já me mudei e estou um pouco afastada do blog porque estamos passando por um momento delicado que vou te contar por email, mais aos poucos tudo vai se ajeitando por aqui.

    bjus e obrigada pelo carinho.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certo Vânia, fica tranquila e que tudo dê certo pra você.

      Excluir
  14. Ana karla, agradeço a tua visita fico feliz quando a recebo, li o teu post, acho que só gosta mesmo de política quem estiver envolvido como candidato ou simpatizante eu estou fora desses ítens, Um abraço grande. Celina

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Também não é a minha "praia", mas vou observando e tirando as minhas próprias conclusões.

      Excluir
  15. Oi Ana Karla
    Bobagem ficar gastando dinheiro e poluindo a cidade com estas caras feias, isto não influencia nem faz cabeça de ninguém.
    As músiquinhas então, nem se fala.
    Beijo

    ResponderExcluir
  16. Adorei o post!
    Ja seguindo espero por voce
    entre mu versos.bjs

    ResponderExcluir
  17. Aqui além de cartazes e etc...a baixaria em alta..péssimo
    beijo! saudades

    ResponderExcluir
  18. Ana, respeitosamente, movidos por absoluto amor à discussão dos belos mistérios de nossa língua portuguesa, meus olhos estranham o gerundismo em seu texto de opinião pessoal, tão bem escrito.

    Explico-me: - por que esse "fiquei a pensar...", e não “fiquei pensando...”?

    Objetivamente dou minha modesta opinião de apaixonado pela língua: entendo que “Fiquei pensando” sempre dá ideia de uma ação simultânea [fiquei + pensando] que “ocorreu” conosco a partir de certo momento de um tempo passado.

    O gerundismo “Fiquei a pensar” quebra essa simultaneidade; a ação, recusando-se permanecer no tempo [fiquei] evidencia que ocorrerá num futuro em curso [a pensar].

    Ana, o gerundismo é usual na fala e escrita lusitana, mas apesar do “acordo ortográfico” (com o qual nunca me conformei!), os costumes da fala de cada país - como nosso - não estão sob esse “acordo”. Só a escrita é que deve obedecer ao (malfadado) acordo, ok?

    abs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. José Roberto, fico-lhe grata pela presença e pela aula, pois aprendi mais essa. Na verdade já sabia, mas o vício vivido em tantos me tirou o foco.
      Assim vou vivendo e aprendendo.
      Perdoe-me a minha ignorância, mas estou pesquisando e estudando diariamente para aprender mais e assim errar menos.

      Está certa a minha colocação aqui?

      Boa semana de paz e muita luz.

      Excluir