quarta-feira, 25 de julho de 2012

Calar

A minha sabedoria é calar.
Calar principalmente quando alguém está falando de algo que sei bem mais e se acha o tudo.
Isso me engrandece e me dá força para cada dia mais, calar.
                                                 (Ana Karla Tenório)







“(...) porque calando nem sempre quer dizer que concordamos com o que ouvimos ou lemos, 
mas estamos dando a outrem a chance de pensar, 
refletir, saber o que falou ou escreveu. 
Saber ouvir é um raro dom, reconheçamos. 
Mas saber calar, mais raro ainda”. 
                                                            (CARLOS DRUMMOND DE ANDRADE)



Em meio da semana, 
corrida,
querendo abraçar o mundo,
resolver as pendências,
percebo que as coisas devem ser feitas uma por vez e por inteira.
Vamos que vamos e sigamos com força e otimismo.


Xeros!

27 comentários:

  1. Post maravilhoso, ultimamente estou tentando fazer isso ao máximo (calar).
    Xeros muitos pra ti Ana!!

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga, saudades de vc tbem. A vida tá corrida pra todo mundo né! Mas vamu-que-vamu! Sabe que eu adotei essa estratégia do 'calar' em muitos momentos da minha vida e isso só tem me trazidos benefícios e menos aborrecimentos. bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Ich, calar trás grandes benefícios.
      Xeros

      Excluir
  3. Falo, quando é oportuno.
    Calo-me,quando é conveniente.
    Saber ouvir e se fazer ouvir,
    requer equilíbrio,tolerância,paciência...

    Um beijo, Ana Karla.

    ResponderExcluir
  4. Querida
    A arte do silêncio é uma das mais virtuosas... como a gente ganha com ela!!!
    Seja abençoada e feliz!!!
    Bjs de paz

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Então estou partindo muito bem para essa arte. rs
      Saudades de você Rosélia.

      Excluir
  5. Oi Ana Karla!
    Belas mensagens!
    Nem sempre é fácil calar em meio a tantas sandices que nos dão mais é vontade de gritar.rss
    Não sou muito de falar, há dias que estou mais falante, mas sou calada por natureza. É bom ouvir!rss
    Beijinhos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade Valéria, nem sempre é fácil calar.
      Também sou das caladas...será mesmo? kkkkkkkk

      Excluir
  6. Antes calar que falar besteira ou ter discussão inútil!
    Bjs
    Jussara

    ResponderExcluir
  7. Quando esbarro com pessoas assim "falantes e entendidas" sinto uma preguiça imensa em divergir rs.
    meu beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. kkkkkkkkkkk
      Gostei dessa.
      Acho que estou com essa preguiça também.

      Excluir
  8. Olá Ana Karla,

    Saber calar quando a situação recomenda é uma arte e reflete sabedoria.

    Não tente abraçar o mundo de uma só vez, senão o estresse toma conta.

    Beijão.

    ResponderExcluir
  9. Muitas vezes cansa, calar...Outra dia me cansei e explodi, mas as respostas eu silenciei...foi bom!!!
    Paz e bem

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eita Bel, aconteceu comigo isso mesmo: sempre calada e acabei explodindo.

      Excluir
  10. Ouvir mais do que falar...
    Aprender mais do que ensinar...
    Rir mais do que chorar... uma questão de treino, porque é muito difícil...

    Ana, sou do tipo que faço mil coisas ao mesmo tempo, e nem sempre termino todas. Estou me vigiando pra ver se controlo e faço menos e acabo mais.... Que difícil!

    Beijos, xeros e ótima semana!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Melhor uma coisa de cada vez, fica mais fácil.
      Xeros

      Excluir
  11. Oi Ana Karla
    Nada mais sábio do que saber ouvir, calar na hora certa e deixar alguém brilhar.
    Acho que sei fazer isto, mas convivo com algumas pessoas que pra elas é impossível adotar isto.
    Beijo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Estou aprendendo Célia, diria que estou na última aula. rs

      Excluir
  12. Ana Karla, é um estágio de muita sabedoria, saber calar. Mesmo quando sabemos que o outro está equivocado. Um dia ela também aprende...
    Não sou boa nisso, de me calar, mas estou me esforçando.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Lúcia, mas a gente consegue, aos poucos.
      Diria que estou no último estágio.
      Xeros

      Excluir
  13. Querida Ana Karla, também compactuo deste gesto, calar-me quando acho que sei bastante do assunto, mas não quero entrar em debates ou embates.
    um beijinho carioca e boa noite!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem eu Beth, nem eu.
      Fico sempre na escuta e se for na minha família, mais ainda.
      A maioria são falantes demais e não conseguem ouvir. Somente eles sabem e tem a verdade.
      Aff!
      Me canso.
      Xeros

      Excluir
  14. É a minha sabedoria também Ana Karla,
    Prefiro assim, calar e ouvir.

    Xerokas

    ResponderExcluir